segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Como me sinto...

Antes de receber os comentários sobre este post continuo querendo saber sobre Louisville - KY. Obrigada!


É engraçado quando entramos nesse barco de ser au pair a nossa vida muda. Muda pelo fato de que nos próximos meses a seguir a nossa vida irá dar uma virada tão grande, que por mais preparadas que estamos não conseguimos vizualizar como vai ser. Lógico que temos de estar realmente preparados para tal decisão, mais não sabemos o que nos espera, não sabemos se vamos suportar a distância, não sabemos se vamos fazer amigos, se vamos nos dar bem com as crianças, se vamos nos dar bem com a familia, acostumar com o modo de vida diferente, viver na casa de estranhos, ter que abrir a geladeira de estranhos...

A mudança é grande e brusca e embarcar nessa aventura é necessário estar com a mente aberta para tudo o que será visto!

Mas a mudança começa muito antes de chegarmos lá para as bandas de cima, a mudança começa nas nossas atitudes daqui, nas nossas visões e percepções do nosso modo de vida cotidiano e digo isso pelo semples fato, você está rodeado de pessoas que dizem estar precocupadas e interessadas na sua vida, mas não verdade vc não sente isso.

Deixe eu explicar melhor, quando decidi fazer o programa muitas pessoas não entendiam e não entendem até hoje o quanto isso é importânte para mim, digo isso em todos os sentidos profissional e pessoal.

Então esse programa que passa por diversar fases a única coisa que as pessoas de fato estão preocupadas em saber é para onde vc vai, que vc não vai dar conta de cuidar de crianças e quando vc vai. Pera ai... e comigo, será que alguem ta preocupado de verdade, em como estou em sentindo? não sei não, pq até hoje ninguem, mais ninguem quis saber.

As minhas melhores amigas tidas como irmãs nem se quer perguntam sobre a minha viagem, são raros o momentos que comentamos sobre o assunto.

A minha familia sabe pq eu na euforia fico falando toda hora mais as vezes sinto que não estão nem ai, pq ninguem veio me dar um conselho ou opnião ou comentário qualquer sobre o assunto, só quando eu falo.

Meu namorado sempre parou para me ouvir, sem comentar, mas ontem teve uma atitude tão... mais tão egoista que me fez parar para pensar se realmente quando eu falo ele escuta!!!

Então, eu me deparo com a seguinte situação as únicas pessoas que realmente estão interessadas em saber da minha vida de au pair são as minhas amigas au pair, futuras au pair pq tb estão no mesmo barco!

Ontem eu me senti tão sozinha, com tanta gente em minha volta. E eu estou começando achar que sempre foi assim. Todo mundo tá tão preocupado com o próprio umbigo que não olha para o lado para ver se seu amigo, filho, sobrinho,irmão, namorado, colega, desconhecido.... precisa conversar, precisa de um simples "converse comigo mesmo que não possa te ajudar!"

A realidade as vezes é dura e machuca muito, mais uma coisa eu sei e aprendi muito no ano que passou... a melhor companhia para mim sou eu mesma e Deus. E a melhor pessoa que tenho para conversar é Deus... que está sempre ao meu lado e sempre...sempre que eu preciso me dá uma luz.

Então como homework da minha própria trajégia ( nossa que forte isso... kkkkk) é sempre que perguntar se alguem está bem... perguntar com interesse de saber e não por mera educação, estar aberta a ouvir e aconselhar a todos que precisam da minha ajuda! E simplesmente.... não cobrar de mais das pessoas, pois quem estiver realmente interessado em minha vida que me pergunte, pq eu... comento mesmo só do Deus a partir de agora!

Mas é claro que não vou abandonar o blog e tb quem entra aki para ler é pq ta interessado... então com vcs tb eu divido minhas dúvidas, aflições e felicidade.

Um grande beijo e muito obrigada a todos aqueles que entram aqui e leêm, comentam e aos que não comentam também... pelo simples fato de estarem interessados na minha vida!

10 comentários:

Marina disse...

Oii Mari!!!
Adorei seu post de hoje, pq infelizmente, é a realidade!!!
tenho amigos que quando falam sobre isso, é só no sentido de tiração, ou seja "Vai, vamos... Já que vc vai abandonar a gente mesmo..." ou desconversando total pq diz não querer pensar nisso agora, ou minha mãe que torce o nariz quando comento com alguém na frente dela sobre meus planos de depois que voltar dos states!!!
São apenas poucas pessoas, que cabem em uma mão, que eu percebo que realmente se interessam e vibram a cada email do GAP que chega, mesmo sabendo que ainda não entreguei o app, etc....
Mas, é como vc disse, nós que estamos no mesmo barco, estamos tbm em todos os sentidos!!!!
Qualquer coisa que precisar, estarei aqui, "te ouvindo" e aconselhando ou fazendo um simples comentário...
Não se esqueça disso, ok???
Força pra passar por essa maré baixa, e não se estenda muito por ela pq o Ministério adverte: faz mal à nossa alma e aos nossos sonhos!!!! hahahah
Beijos garota!!!
Qualquer coisa vc sabe onde me encontrar!!!

http://marina1903.spaces.live.com

Marina disse...

Giii, mil perdões!!!!
Tudo que eu disse antes é verdadeiro, menos o nome que colokei no início....rs
Acabei de sair do blog da Mari e de deixar um comentário pra ela...
Sou súuuper atrapalhada, vc me perdoa????
Espero que vc não pense que é mentira oq coloquei ai em cima, pq é de coração, ok???
Desculpa novamente...
Beijos da atrapalhada mais envergonhada do Brasil right now!!!

***Carol *** disse...

OI Gi!!! Concordo plenamente...eu já fiz essa análise à algum tempo...e na verdade...ela foi um dos motivos q me motivaram a fazer essa viagem!
É triste..mas infelizmente a nossa geração sofre desse mau..o cotidiano engole as pessoas...e fazem delas um zumbi...aoponto de de nao se importarem umas com as outras...Nao no sentido claro da palavra..mas v sabe q qndo t perguntam..Ola, como está?? 99,9% das vezes essa pessoa nao quer saber verdadeiramente como vc está!..Entao...sao, ou somos robozinhos q expressam gentileza...mas que nao sentem gentileza...
Meu parecer tá..! Mas é q na maioria das vezes é isso q sinto das outras pessoas...até das mais proximas...Mas como estamos no mesmo barco, e agora partilhamos de uma mesma perspectiva!! Eu lhe digo: pode contar comigo!!!! De verdade!!! Atraves do blog, do msn, telefone, sinal de fumaça..enfim..da forma como desejar!!!
Pq essa é uma fase q jamais vamos esquecer! E as amizades é o q faz valer e dar o sabor especial da coisa!

Bjos e Boa semana!

Renata Milagres disse...

bom...nao sei nada sobre Louisville - KY, mas se por acaso aparecer uma familia de Madison - WI corre pra ca pq eh super supimpa!

disse...

Oi Gi!!!

Bom primeiro queria dizer q não sei nada sobre Louisville - KY, sorry...
Nossa li seu post e me identifiquei mto com ele, é mto verdade.....as pessoas só fingem ter interesse, mas na verdade não sabem o q realmente passa conosco.....ngm sabe como é aguniante ficar a espera de uma família, ou ficar triste pq uma família simplemente sumiu....em casa princpalmente, por mais q tenham me apoiado, ele não sabem como me sinto c isso tudo, e como é complicado esse monte de sensação q temos......

Gostei msm do seu post

:***

Bela Au pair disse...

Oi Gi,

Que engraçado seu post, eu estava semana passada falando com meu pai exatamente sobre isso. Qdo vc diz q vai viajar, todo mundo fala q vc vai abandonar e coisa e tal. Eu prometi a todos meus amigos q nao perderia contato, e estou cumprindo minha palavra. Mando fotos de todos os fins de semanas, nem que seja só das kids. Mas eles>> Só alguns respondem e muitos alegam falta de tempo! Poxa e nós>> Ninguem quer saber de fato! Só pai e mãe mesmo. E Claro Deus que esta o tempo todo do nosso lado!

Bjs e continue contando com nosso apoio de au pair!

Hanna Campes disse...

oi Gi!
concordo muito com seu post, e mais ainda com os comentários das nossas parceiras ai em cima...

mas sabe o q acho engraçado?! é que nem todo mundo consegue absorver o que é realmente essa experiência em nossas vidas, um sonho que foi tão almejado, está agora sendo realizado... acredito também, que nós mesmos criamos muitas expectativas sobre as pessoas... e não é nomal vc perguntar tb as vezes só por perguntar!?

eu tive também uma crise dessas, de me sentir extremamente sozinha no meio de um monte de gente, minha válvula de scape, tem side os blogs de au pairs... sinto que quero ficar falando, lendo ouvindo sobre o programa 90% do meu tempo, e as outras pessoas não estão muito afim de ouvir 90% do tempo delas....

esse sonho é nosso!!!! e a melhor forma de viver esse sonho é nos unirmos entre nós!!!

se precisar tô disponível pra ouvir e falar tb!!! rs

Bjokas :o)

Hanna Campes disse...

PS: ler coments no meu blog, me deixa mega feliz.... pq eu sei q outras meninas estão sinceramente sentindo o mesmo q eu....!!! fica tranquila!!!!

todo mundo que comenta no seu blog, está te ouvindo e com certeza do seu lado e torcendo por vc nessa jornada!!!!

Bjokas :o)

Cori disse...

Gi, que raios de amigas sao essas???
Eu hein?? Depois ainda sao capazes de mandar os tipicos e-mails, que so' quem ja' e' au pair sabe o que estou falando: Oi Gi, tudo bem? Bla bla bla sera que da para voce me enviar aquele xyz que aqui no Brasil e' caro pra caramba?

Fico feliz que voce cre em Deus e na forca que ele tem, pois com certeza as coisas caminharao mais facilmente.
Eu tenho duas amigas, que sao mais que irmas...uma mora em Sampa e a outra na Espanha, e so' Deus sabe a falta que elas me fazem aqui. Elas estao sempre me apoiando, seja msn, carta, webcam, telefone, nao importando o fuso horario, o dia da semana e isso tenho certeza que nunca morrera.
O triste e' nao conseguir fazer amizades aqui, com as garotas da regiao...vim com objetivos claros e metas tracadas entao nada que me faca desviar do caminho eu aceito.
Aprendi com a vida que a melhor cia somos nos mesmos, entao eu nao me importo mais de sair sozinha, posso mudar de caminho a hora que quiser e ir para onde der na telha....como fiz esse domingo!
Como voce mesma escreveu, minhas amigas sao as garotas do blog, que leem, se interessam e perguntam!
E' otimo sair e encontrar algumas delas, como a Dreza que e' gente finissima ou a Eliane, que agora mora para as bandas da Califa, mas sabe quando vc so' quer se encontrar para tomar um cafe com cookies e praticar o ingreis e nao tem ngm? Pois e'...

Mas saiba que estou torcendo muito para vc chegar por aqui e provar para os outros que se eles n tem coragem se realizar seus sonhos, seja la quais eles forem, que vc tem!

Beijoss

Cori

Mari. disse...

Oi, Gi!

Bom, infelizmente isso acontece e MUITO. Eu procuro estar sempre presente na vida dos meus amigos, tenho alguns q são como irmãos, e me preocupo com eles assim como eu me preocupo e torço sempre pelas minhas irmãs de sangue!!

Acho q o lance é bem por aí, Gi, por mais que às vezes isso desanime, só podemos no final contar com a gente mesmo e com a força divina. No meu caso, minha família é meu alicerce, e mesmo que meus pais não entendam muuuuito como é o processo eles se interessam, perguntam e etc.

Mas ainda bem que o círculo de Au Pairs tá firme e forte pra gente se ajudar e compartilhar tudo o que acontece no processo, né? No fim, a gente se entende, heheh.

Bjos, querida!

Mari.