quinta-feira, 19 de março de 2009

Depois de quase 10 meses...

Gente...Sorryy pelo desaabaafoo abaixo mas ontemmm estavaa bemm estressadaaa!!! hahah

Mudando um pouco de assunto, eu queria falar como eu me sinto aqui depois de quase 10 meses ausente do Brasil.

Quando eu cheguei aqui pensei que não aguentaria 6 meses, hoje eu extendi o programa para 6 meses mas estou indo embora em setembro de acordo com a minha família, ou seja extendi o programa 6 meses mas ficarei so mais 3.

Hoje eu entendo porque muitas meninas decidem viver aqui para sempre, quando começamos a comparar a nossa vida aqui e a vida do Brasil, é claro que no lado profissionalmente não temos o que falar, aqui somos estrangeiras, fazemos o trabalho que a maioria dos americanos nao se sujeitam, assim como no nosso país que esse tipo de trabalho sobra para aqueles que nao tiveram oportunidade de crescimento e estudo, mas com a diferença que não existem "estrangeiros no nosso país tb pudera rs..." Eu amo minha pátria, amo São Paulo, amo o nosso calor, a nossa alegria... mas depois de viver distante por 10 meses posso dizer que somos realmente subdesenvolvidos.

A vida aqui é mais fácil, os trabalhos mais remunerados, oportunidades de estudo muito maiores, custo de vida mais baixo, vc consegue encher um tanque de gasolina com 30 dolares rs...carros muito mais baratos, produtos são mais baratos. Enfim eu não posso falar muito, infelizmente minha rede de convívio aqui até poucos meses atrás se restringia a au pairs, hoje tenho alguns "amigos" americanos e que consigo ter uma visão melhor. A situação aqui ta feia mesmo, mas mesmo assim...

Eu sinto muita falta de casa e da minha família mas sei que vai ser muito difícil depois de 1 ano e 3 meses voltar para uma realidade tão diferente, voltar a ter medo de andar na rua, de parar o carro no semáforo, de sair a noite, do custo de roupa, eletrônicos, comésticos, gasolina.

Eu acho que com o tempo tudo se encaixa, mas é fato de quem viveu fora por um tempo maior de 6 meses sofrer muito quando retorna. A diferença é muito grande e nos faz ficar triste!

Eu nunca viveria aqui na situação de hoje, nunca...é horrível as vezes a sensação que tenho de me sentir inferior ( por mais que não seja verdade...). No meu país eu sou tão boa e qualificada quanto os meus "amigos aqui". Mas aqui não somos nada. Me sinto péssima!!! é ridiculo isso, pq eu sei que tudo é passageiro, que isso não é a minha realidade, mas as vezes queria poder falar sobre minha empresa.. minha carreira hahahah e tudo que posso contar do meu dia é as artes das minhas kids hahaha. FRUSTRANTE!!!

Mas... sinceramente se um dia surgisse uma oportunidade boa de morar aqui com um emprego descente na minha área eu nao pensaria 2 vezes. OWWWWW

Como um tempo morando fora abre os nossos horizontes se abrem.. é impressionante. Mudei em 10 meses o que não aconteceu em 25 anos.

Com as mudanças também vieram muitas dúvidas...muitas frustrações.. muito medo...

Deus sabe o que faz.. e acho que cada um de nós que nos aventuramos a sair de casa, largar familia, emprego ( aqueles que tinham como eu rs...), namorado, nunca mais voltamos os mesmos. Nunca pensei em viver longe de casa por tanto tempo... nunca pensei ficar aqui mais que 1 ano...nunca pensei em um dia pensar em viver aqui para sempre.. ( não o que vai acontecer gente eu vo voltar maninhas hahaha), mas de uma maneira que a qualidade de vida aqui é melhor e com o tempo a saudade que tanto doi e mata, nos faz sentir mais amenos...amo meus pais... familia..amigos do Brasil.. mas a vida continua...hoje aprendi que somos invidídos... podemos construir a nossa vida em qualquer lugar...o que importa de verdade é estar rodeado de pessoas que lhe fazem bem!!!

Não... eu nunca pensei na hipotese de ficar, porque eu não ficaria aqui por ficar... nao preciso de faculdade, ja fiz a minha... não ficaria aqui só para desfrutar da qualidade de vida, isso e muito bom mas não é tudo. Minha carreira sempre foi importânte e nunca largaria.

Mas olha...viver numa ponte aérea NY and SP nao séria nada mal. hahahaha

Beijos e uma boa sexta feira!

4 comentários:

Laisa Andreoni disse...

Eu sinto que aqui A GENTE EH O QUE A GENTE QUER SER...nao tem mtos empecilhos como tem no Brasil...porem para um au pair, ou um estrangeiro crescer aquii temos que abrir mao de mta coisa...de um pais td de uma familia de amor e de carinho, que naum se encontra em lugar nenhum soh la....entao isso nos puxa de volta!

Cori disse...

Minha unica vontade de voltar eh seguir minha carreira, assim como vc tb tem.
A saudade e' suportavel e uma vez cortado o cordao umbilical, nunca mais seremos as mesmas.

O mundo me espera

bjuss

Anônimo disse...

Gi, aqui no Brasil também dá pra encher o tanque com 30 dolares, na verdade até menos, pq um tanque de alcool sai por 50,00 nos atuais flex rs rs, essa menina só pensa em dolar agora rs. te amo Tati

Auperiana disse...

Ola!
Acho que você é muito forte, e falou sobre um preconceito de forma que eu ainda não havia lido, como real.
A Maioria não fala tanto do assunto.

gostei!
bjs